O que me inspira?


Esta que ao início parecia uma questão tão complexa e vaga, rapidamente se desconstruiu numa simples resposta: a minha paixão por criar um impacto positivo na saúde das pessoas.

A realidade no mundo

Ao estar atenta ao que me rodeia e à realidade existente no mundo, facilmente me deparo, todos os dias, com inúmeros problemas.
A sobrelotação das salas de urgências, criando o caos nos hospitais e a exaustão por parte dos profissionais da linha da frente. A falta de equipamentos fundamentais para diagnósticos prévios e corretos e uma ineficiência da documentação médica. O consumo crescente de antidepressivos e ansiolíticos por parte da população e o aumento da prevalência de doenças crónicas. E muitos, muitos outros.

O ponto de viragem

Para mim, a ânsia de ter um papel ativo na área da saúde começa através de um simples título de uma notícia, relacionada com a situação pandémica – “Cirurgias caíram mais de 30% em janeiro em comparação com o ano anterior” – ou de uma situação pessoal, como a necessidade de recorrer a fisioterapia como um processo de recuperação, após um AVC de um familiar.
É o confronto com estas adversidades que me desafia a aprender, pesquisar, pensar “fora da caixa” e procurar soluções.

O fascínio da tecnologia aplicada à saúde

Sendo aluna de Engenharia Biomédica, fascina-me a possibilidade de, através da tecnologia, ser parte integrante de um motor de mudança para o paradigma atual da saúde, desde IA, capaz de otimizar o atendimento e monitorização do doente, à realidade aumentada na medicina, presente em salas de cirurgias.
Tudo isto revê-se em mim e nos projetos a que me dedico, como por exemplo o GBattle e o BioMind – Make It In 24h, promovidos pela Glintt.

A inspiração nos mais pequenos pormenores

Com um olhar atento, curioso e disruptivo para o mundo, encontro esta inspiração nos mais pequenos pormenores. Sonho em contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos pacientes e promover a sua autonomia relativamente à gestão da sua patologia. Passo a passo caminho em direção a este meu objetivo!

Escrito por Maria Inês Fonte